Millennials e a Geração Z dominam o cenário

O mercado de brechós de luxo movimentou US$ 25 bilhões em 2018. Até 2021 estima-se que o cenário atinja US$ 36 bilhões, representando cerca de 9% de todo o mercado de luxo.

A maior parte do crescimento dos brechós vem das vendas online, responsáveis por 25% do mercado. Os maiores consumidores são os Millennials e a Geração Z, público que vem se preocupando cada vez mais com os impactos ambientais da indústria da moda.

Segundo a pesquisa, o mercado de segunda mão é uma maneira poderosa das marcas de luxo se aproximarem de potenciais clientes primários futuros.

Diante disso, os varejistas digitais estão mudando o perfil do comércio de produtos de segunda mão – hoje as vendas online estão mais estruturadas e oferecem catálogos com mais transparência para o consumidor.

“O mercado secundário sempre foi um marco no mundo do luxo para clientes que não têm acesso ao mercado primário. As vendas online aceleraram esse efeito, à medida que mais e mais clientes que um dia podem se tornar clientes de luxo do mercado primário descobrem que ela oferece uma avenida para mercadorias que eles não pensavam que podenriam pagar“, expõe o estudo.

21 visualizações